Protecção de Dados

Tomar a sério a protecção de dados não é apenas uma exigência legal para qualquer empresa: é também um valor distintivo em uma sociedade cada vez mais sensibilizada com a protecção da vida digital.

Da BITNÓS combinamos o perfil legal com o informático para oferecer desde a Galiza soluções completas em matéria de protecção de dados: da adaptação normativa da sua empresa ao Regulamento Geral de Protecção de Dados, até a análise de riscos e a implementação de medidas técnicas para garantir a segurança digital.

Quais são os equivalentes digitais das portas e chaves que protegem o seu escritório? Somos especialistas na implementação de sistemas de criptografia e eliminação segura de dados, contribuíndo de forma simples e eficaz para o cumprimento das obrigas que a legislação europeia impõe a quem trabalhar com dados sensíveis.

Eliminação segura de dados digitais

É habitual as empresas conservarem dados pessoais de clientes antigos, e também desfazerem-se de dispositivos digitais obsoletos ou estragados sem ter realizado previamente uma limpeza profissional do disco rígido. São erros que, desde o 25 de Maio de 2018, o Regulamento Geral de Protecção de Dados sanciona com coimas severas.

Sabia que quando o seu sistema operativo “elimina” um arquivo digital (mesmo ao vaziar a lixeira ou borrar com “Shift+Supr”), o que faz não é removê-lo do disco, mas apenas marcar o espaço como reutilizável? A lei obriga-nos a eliminar todos os dados de carácter pessoal que já não forem necessários para o fim para o que foram obtidos, mas quem tiver acesso a um disco que não foi borrado correctamente, poderia ter acesso à maioria dos dados que alguma vez foram escritos em ele.

Da BITNÓS podemos implementar na sua empresa ferramentas avançadas de eliminação segura de dados, ou encarregar-nos directamente da limpeza dos seus dispositivos antes de serem reciclados. Tornamos completamente irrecuperável a informação que alguma vez foi registada no disco, garantindo a sua confidencialidade e ajudando-o a cumprir com a normativa de protecção de dados.

Internet segura em toda a parte

Quando através da Internet circula o nosso trabalho, o nosso dinheiro, os dados pessoais dos nossos clientes ou a nossa intimidade, tornar segura a nossa ligação é uma medida de privacidade e responsabilidade básica, e em muitos casos uma exigência legal. Porém, a realidade é que habitualmente nos vemos na obriga de utilizar redes ou serviços que não controlamos, comprometendo a informação que enviamos por meio deles.

Da BITNÓS podemos ajudá-lo a resolver este problema oferecendo-lhe soluções de encriptação que garantam que, ao serem armazenados num serviço online externo ou viajar por redes inseguras, os seus dados sejam completamente inacessíveis:

  • Implementamos soluções de cifrado ponta-a-ponta para a sua nuvem, para que a Dropbox ou a Google não tenham acesso aos dados que armazena nos seus servidores.

  • Instalamos a sua própria Rede Privada Virtual (VPN, pelas suas siglas em inglês), para que o seu tráfego seja encaminhado de forma segura desde onde se encontrar (por exemplo uma cafetaria ou um aeroporto) até a sua rede corporativa ou doméstica.

  • Oferecemos serviço de VPN desde os nossos próprios servidores, garantindo uma navegação segura e privada desde qualquer rede.

O que em papel era privado, continua a ser privado

Os dispositivos e serviços digitais chegaram para melhorar as nossas vidas, mas trouxeram consigo um contraponto problemático: a nossa vida privada passou a ser registada e armazenada em dispositivos e servidores que não controlamos. Onde estamos, com quem falamos, o que dizemos, lemos, olhamos ou pensamos, com quem e como nos relacionamos, no presente e no passado… podem ser agora dados de acesso público, se não tomarmos as medidas adequadas para os proteger.

Da BITNÓS formamos pessoas sem conhecimentos avançados de informática para aprenderem a proteger a sua vida digital com as ferramentas mais seguras.

Oferecemos soluções tão simples como robustas para profissionais que tratam dados pessoais especialmente sensíveis (médicos, psicólogos, advogados…), para pessoas sob vigilância (vítimas de acosso,  jornalistas de investigação, activistas, pessoas públicas…) ou pessoas para as que é importante o secreto profissional (criativos, investigadores, directivos, contáveis…).